28/06/2007

nadar

image by Aleksei Pechnikov


aprender a nadar é o difícil no percorrer a vida como um rio.

nadar a vida. não se afundar nela. cada braçada uma vitória só. cada golo de água um medo de afogar.

não se pode parar. nunca parar.

nascida em água-vida esbracejei, pardal à toa no primeiro voar.

as palavras do sonho ainda mal me bailavam nos olhos, fixos já na foz. parecia nessa altura ser perto o fim do rio. não era. no cansaço dos braços descobri distâncias que mal imaginava ao mergulhar.

não podia parar . não via margens.

levantar a cabeça. ir em frente. nadar vida, nadar.

2 comentários:

Bru disse...

Romany


mergulhei..para ouvir o som
o som das águas.



bru

Romany disse...

Cuidado com os fundos desconhecidos. No rio não há sereias mas há riscos...