30/07/2010

Na hora em que partiste, António Feio

ocorre-me citar:

"A tragédia e a sátira são irmãs e estão sempre de acordo; consideradas ao mesmo tempo recebem o nome de verdade." - Dostoievski

Tu António, seguramente conheceste a Verdade.




Também soubeste o significado desta canção. Até a máquina não permitir mais!

Obrigada António Feio por teres cumprido a vida que te coube.

Até breve.

Madalena


2 comentários:

Alma Inquieta disse...

Obrigada também a ti Madalena por prestar esta homenagem a um Homem que até na doença soube ser um Senhor!

Um beijo.

Sigo-te porque gostei do blog.

poetaeusou . . . disse...

*
um exemplo !
,
bem-hajas,
,
um beijo,
,
*