30/07/2008

o empurrão para o fim ____ e os Amigos.

image at photodelusions


quando me despenhei ___ julguei ter chegado a Hora

rolei encostas desfazendo a pele___ deixando lascas de músculo para trás

nas pedras da descida


quando me atiraram do penhasco


nem os braços estendidos____ dos amigos____nas margens

me permitia ver.


Ro-do-pio

ver-ti-gi-no-so!


cega a tudo que não fosse aquele rolar. esfacelante. encosta abaixo


image by trinchetto



ao deixar de pensar reergui a cabeça. mais à tona de água


não há descidas infinitas. não há inferno sem paz. por fim.


a planície acolheu-me e os braços dos amigos____ ramadas estendidas


nunca


tinham deixado de estar lá.


sei agora o sítio exacto aonde estão e quantos são.


árvores benditas


a impedir que voltem a fazer-me____transbordar.



14 comentários:

poetaeusou . . . disse...

*
recordei, ao ler-te,
,
Amigos! Cento e dez, ou talvez mais,
eu já contei. Vaidade que eu sentia,
julguei que nesta Terra não havia
mais ditoso mortal entre os mortais!
Um dia adormeci profundamente:
ceguei. Dos cento e dez houve um somente
que não desfez os laços quase rotos.
"Que vamos nós, diziam, lá fazer?
Se ele está cego, não nos pode ver!"
Que cento e nove impávidos marotos!
,
in-camilo castelo branco,
,
amistoso jino,
,
*

gabriela rocha martins disse...

quando penso que já te adivinhei a escrita

re apareces num novo registo

ao qual ,como sempre ,não resisto


.
um beijo ,quemadrinha

della-porther disse...

amigos: encontros majestosos.

eu estou meio longe,ou seja,estou meio perto.

um beijo inteiro

sua afilhadinha

della

Presença disse...

Encontro de mar
.
.
.
rios de vida
.
.
colhido por outros
por mim, também

bjo

Lord of Erewhon disse...

Não há descidas infinitas, mas há quedas que doem muito.

Beijinho.

Teresa Durães disse...

sempre a água :)

aDesenhar disse...

eu sabia que
depois da tempestade...
as tuas águas
voltariam a correr
com serenidade.

:-)
bj madrinha

Lídia disse...

... os amigos são isso mesmo... o conforto e a segurança. Gostei muito da tua partilha... intensa. Bj

mundo azul disse...

...em cada queda, se aprende um pouco mais... Principalmente, quais os caminhos que devemos evitar...

Lindo poema, uma maravilhosa mensagem em suas palavras!

Beijos de luz...

RESSACA disse...

Aqui nasceu o Espaço que irá agitar as águas da Passividade Portuguesa...

D. disse...

A Senhora tem uma escrita intrigante,por vezes endurecida,por vezes agradável e até hilária. Desconhecia algo assim tão encantador.

Meus respeitos,

D.

Madalena disse...

Muito obrigada, Amigos.

Bom domingo. Bjs

Maria Clarinda disse...

Queria dizer-te que ... este foi um dos blogs xcom o qual mais me identifiquei!!!As tuas palavras tem para mim um bater muito especial! Obrigada!
Jinhos mil

Madalena disse...

Obrigada eu Maria Clarinda.

Volta sempre. :)