24/11/2008

estação



vesti-me a rigor para a entrada mágica

do Outono

queria a languidez da morte. prevista ansiada

que todos os anos antecede o gosto

de se renascer

vesti-me a rigor com as cores quentes

feitas de folhas quase a decompor

de frutos deixados no lugar de flores



depois flutuei na beira do rio

folha-eu caída de dentro de mim

sem temores de morte. é isso o outono. a renovação


a chuva não veio. o rio não encheu

serão as estações que estão a mudar?

ou nesta estação que tanto anseei. para a qual me vesti de folhas e frutos

termino eu?





images by Al Magnus

10 comentários:

Teresa Durães disse...

terminas tu e as folhas caducas

gabriela rocha martins disse...

renasces com a força das palavras

como se o não ler.TE fosse possível
porque

IMPERIOSO


.
um beijo ,quemadrinha
[ a propósito - "viste ontem a tua maninha?ehehehehehe" ]

Madalena disse...

Obrigada Teresa-Mana. Bjão. :)

__________

Tu Maria quemadre, atão nã houvera da ter óvido. Adormeci a vê-la e aquerdei a óvila. Já le sentia a falta. sempre preciso de ver se ainda há cromos antigos pá troca.

bejes. ;)

Justine disse...

Perfeito! Palavras e imagens em união total, numa fulguração de muito bom gosto.
Sabe bem passar por aqui:))

Betty Branco Martins disse...

.querida _______Madalena


no belo

deixa-se______o olhar

cair docemente

________em gotas_________...





beijO_____C______carinhO
boa-semana

Madalena disse...

Justine, Betty, obrigada por ainda me lerem. Ando tão arredia de blogs... Isto depois do Natal há-de passar. À noite vou tentar fazer mais umas visitas às gentes que gosto de reencontrar sempre.

Bjs

gabriela rocha martins disse...

ah quemadre Madalena ,mas mecêa axa qu'inda há quem quêra uma peça d'artelharia tã pesada?
nã me xêra!!!!!!!!!
ehehehehehehehehe


.fique.se c'um bêje!

bettips disse...

A lua espelha-se na água, se calhar isso nos faz saber dos olhares que nunca trocamos.
Ah... e as folhas, os rios, crescem e renovam-se. Estejamos ainda para os ver ou não... Podemos supô-lo que a Natureza não se engana.
Bjinhos

Mateso disse...

Não um fim somente o adormecer que o sono da vida deixou embalar.
Bj.

Madalena disse...

Bettips, já te sentia a falta. tenho-te lido. Em silêncio.

______________________

Mateso, há fim ou.... não há?

Bjs

Obrigada