18/01/2009

sobre teclas. sem piano.

hand on cold piano

foto de madalena pestana

a mão vazia. não. a mão cheia das letras de um teclado frio de sentires.

não sei falar de nada. não me refiro. as referências partiram com o tempo.

avós. pai. história. país. parentes. amigos. tudo morto.

morta até a memória de mim (isso é o menos!). morta a vida que queria. quando ainda sabia como estender a mão. a uma outra mão. vazia.


envelhecem-me as mãos sobre teclados. mãos musicais se escrevessem palavras de beleza. mas já não fazem nada. nem esperar.

as minhas mãos vazias perderam o condão. condão de encher-se de todo o mundo em volta. transformá-lo. devolvê-lo depois a ti. manipulado. novo. refeito.

a ponto de o dar de presente. como era de costume oferecerem-se flores.


11 comentários:

gabriela rocha martins disse...

as tuas mãos vazias?
excelente metáfora num excelente texto

desnecessários mais adjectivos
,quemadre


.
um beijo

tulipa disse...

Quaundo as mãos escrevem nem que seja dor nunca estão vazias...
um abraço
tulipa

bettips disse...

A mão igual te entende. Duas mãos vazias que se podem apertar, acenar. Confortar de sentimentos por um mundo adiante: de sentidos. Com sentido e sentimentos.
Bjinho

Madalena disse...

Minhas Senhoras, Obrigada: Perdoem se ainda não recomecei a comentar ninguém.

Mas... se eu nem sei que me diga o que dizer da arte de quem a tem?

Mas lá que leio... leio!

Bjs e Obrigada

della-porther disse...

Levo as palavras comigo.


Um beijo com carinho

emmy della-porther

A.Tapadinhas disse...

Num teclado, as palavras estão lá, todas! Paz, guerra, vida, morte, amor, ódio... A escolha é nossa!
Beijo.
António

Teresa Durães disse...

mas repente os dedos deslizam sozinhos sobre o teclado e as palavras vão-se formando

poetaeusou . . . disse...

*
dedos
que memorizaram vida,
,
jino,
,
*

Madalena disse...

Obrigada, Amigos.

Ontem tinha intenção de fazer visitas mas um dos meus olhos voltou a doer e, quando assim é, não resisto ao computador, à luz ou ao frio.

Uma estúpida pancada que há quase um ano me afectou a córnea e talvez tenha de ter uma intervenção cirúrgica se continuar a pregar-me partidas destas.

Desculpem. Não estão esquecidos.

Por vezes passo, leio-os e calo.

Os meus invernos são silenciosos de há uns anos para cá.

Já faltou mais para passar...

Beijos.
Madalena

secreto segredo disse...

Mudanças.



Secreto Segredo.

alice disse...

gostei muito desta fotografia :) um beijinho, madalena. espero-a bem!