11/01/2009

tão longe e eu não sei esculpir

image by boocaw

está tão distante a ponte. tão lá longe!

por trás dos nevoeiros dos ventos e dos gelos

assim. os meus anseios. como posso atingi-los?


__________



andei tantos caminhos. subi montanhas

fiz passeios aos astros. esvaziei cascatas

desviei rios dos leitos. como se desmontar a Natureza

fossem grandes feitos __________ que te fizessem reparar

em mim


and I brought you  this amthyst ... from the Moon. :)

foto por madalena pestana



mas a vida. a real. é coisa bem diferente. na parte

que a mim cabe

não sei esculpir palavras__________ de milagre

e nem chego ao ponto__________tão simples!

de te dar a mão

dou-te uma pedra minha. como se fosse jóia

ou obra de arte



depois enrosco o frio no meio do silêncio


e espero a hora__________ insuspeita

de poder encontrar-te

9 comentários:

secreto segredo disse...

Se das horas insuspeitas pudesse eu entender.
Ah! mudaria a ilha de lugar!

Boa Escrita.

O Profeta disse...

Um tecto feito de estrelas
A Lua brinca com fios de luz
Um cometa passou rasante
Um coração o outro seduz

Com palavras!
Vestidas da cor da ironia
Quando ditas da forma certa
Há sempre quem nelas confia


Boa semana



Mágico beijo

Lmatta disse...

lindo
beijos

claras manhãs disse...

É lindo este poema
As palavras como jóias ou obras de arte.

Diria. que sou eu que tenho de reparar nele e não o contrário.

beijinho

gabriela rocha martins disse...

que mais dizer
que não tenha já dito?


re torno sempre
porque sempre me surpreendes
mesmo quando não o espero


.
um beijo

Justine disse...

As pontes vão-se construindo, conforme se vai podendo.
E as tuas pedras/palavras são tão belas, valem como uma jóia!

Era uma vez um Girassol disse...

Querida Madalena, o regresso aproxima-se e a saudade nasce, como por encanto...
Que fazer?
Aceitar...e esperar por um outro Natal...
Sempre belas as tuas palavras!
Beijinho da flor

della-porther disse...

Amiga

Que texto gostoso de lêr.

beijos

della

Madalena disse...

Obrigada amigos pela constância apesar das minhas ausências prolongadas.

Não os esqueço.

Estou só a ver se... aqueço. LOL

É verdade - ando embrutecida pelo frio. Leio mas quase não falo e muto menos escrevo. Mas isto vai passar. Quando... vier a bendita água. A Minha chuva.

Beijos a todos. :)