05/08/2008

agora que estão todos na praia da Rocha, que a Caparica já passou de moda, conto anedotas.

image at Fotosearch.


ora. fumava-bebia-sorvia-saboreva o socrático cigarro. legal. bem merecido. ao ar livre. (isso pensava eu. essa. do ar ser livre...) quando, ao abrir os olhos, tive a sensação de me terem ganzado o ritz do costume.

- será que os passadores de droga inventaram uma nova para por o pessoal a começar a consumir? - pensei. fechei e abri de novo os olhos. ná. aquilo não era alucinação. aquilo ainda estava lá. aquilo tinha pernas. aquilo era quadrado. encarnado e preto e tinha pernas. aquilo escurecia o sol. aquilo era inestético até para o fumo de um cigarro. aquilo, sobretudo existia ainda no meu campo de visão. visão turvada. muito mais para quem visse aquilo.


Red and Black by AristiEstes


olhámos todos (os fumantes da hora). aquilo podia até derramar-se e poluir o Tejo. é que a mancha quadrada crescia. não se sabia o que crescia mais. o encarnado? o preto? que maré nos viria se aquilo chegasse até às gaivotas do rio?

por fim o alívio. o quadrado com pernas desapareceu por uma porta onde cabia (mal). o sol rebrilhou. reaqueceu. o Tejo respirou de alívio. as gaivotas entoaram hinos como se fossem melros.

eu? eu acendi outro cigarro (à revelia de sócrates e do patrão) para acordar do pesadelo. para esquecer. mais uma vez. aquilo.

12 comentários:

poetaeusou . . . disse...

*
ou será,
conto a tela
de muitos contos . . .
,
pilipares de gaivotas, dou,
,
*

gabriela rocha martins disse...

e agora vejo sem saber por qual me decidir

dois posts belíssimos

irresistíveis

[ e que tudo o mais se lixe ]

.
um beijo

Carla disse...

mesmo uma não fumadora como eu...reconhece a beleza destas palavras
beijos

Menina_marota disse...

Espero que não se importe que tenha levado "emprestadas" palavras suas... não resisto e quero partilhá-las.

Um abraço carinhoso ;)

Madalena disse...

Olá. Ando ausente da Net o quanto posso: obras em casa a corrigir avarias pelas obras dos vizinhos e olhos muito cegos (por enquanto), desculpem e obrigada a todos os que, comentando ou não, não deixam de passar por aqui.

Menina, a casa é tua. Obrigada pela escolha. Fico muito feliz pelo teu regresso. Obrigada. Bjs :)

maresia_mar disse...

Olá Madalena
pela mão da Menina cheguei aqui e gostei do que encontrei.

Eu que não sou fumadora gostei imenso deste teu post!

Bjhs e bom fds

D. disse...

Eu desejo fumar.

D.

O Profeta disse...

Errantes sentires percorrem
Este corpo nu de calor
Queda-se a vontade ao vento
Neste deserto de verde amor

Ai este grito contido
É lava rubra em minha garganta
Pio de pássaro preso às penas
Uma reza a fugir de alma santa


Boas férias


Mágico beijo

Madalena disse...

Boas férias? só se for para ti meu Mago amigo. Eu sofro com dores nos olhos e agurdo duas operações. Desculpa a falta de visitas. Beijos. :)

Madalena disse...

Obrigada maresia-mar. :) volta sempre. Os cigarros ofereço eu. LOL

Também serve para ti, miterioso/a D .

Bom domingo

D. disse...

o mistério.prefiro assim:Muito mais doce, muito mais suave.
beira a ti a quase essência que sopra na bola de vidro.

D.

Madalena disse...

D, a essência Ar. Bonito.Passo a chamar-te assim.
Talvez a indústria vidreira a terminar neste país onde até a Europa termina (a Ocidente), nos agradeça.

Beijo.:)