18/08/2008

rio? do meu sangue?

blood waves by Garry Glenn


fiz surgir vida ou morte? ____ nos caminhos

chagas minhas derramaram ____ sangue ____ que coaguala ou corre


como vida que foi


dizem - é o teu sangue. - não é. posto que o dei à terra

vindo de tantas feridas


que não as sei contar ____ nem por palavras



sei ____ vagamente ____ que uma dessas feridas me matou


quis ser fatal ____ quis ser ____ quis!


para viver precisou de matar



sei ____ vagamente



o sangue dei-o todo ____ ou quase


como pode ser meu?


vá. corre sangue. como de antes. nos canais de mim


fecharei as veias ____ quero fechar as palavras ____ outras feridas


corre para que possam dizer ___ já em verdade


que fui.



importa se ainda sou?

4 comentários:

poetaeusou . . . disse...

*
etiquetas
,
sangue
rio da vida
verdade
na miséria ou morte,
eu, nós, vós . . . tu,
,
etéreos sentires, deixo,
,
*

Madalena disse...

Que pena Poeta que os Sentires sejam, para a maioria, casa vez vez menos eternos ou. ... se o sâo, negativos.

- Que saudades da minha juventude. Mesmo Apesar do Salazar.

Éramos GENTE!

BJS. Obrigada pela presença. :)

Madalena disse...

Só agora li etéreos. perdoa amigo. Os olhos atraiçoaram-me ou a boca fugiu-me para a verdade?

gabriela rocha martins disse...

não comento ,limito a ler.te e a reler.te e a voltar a ler

em silêncio ABSOLUTO
[ há muito que não lia algo "tão de dentro" ]


.
um beijo