09/09/2008

estátua de amor

The turtle seemed a statue until the moment at I saw it in motion


a tartaruga parecia uma estátua antes de eu me afastar. nada a faria mover a não ser a minha ausência.

queria tanto ser como uma tartaruga. antiga. como ela. couraçada. como ela. não saber da palavra amor. nunca ter entendido a palavra sequer. como ela.

mas lembro-me de ti. todos os dias. mesmo assim recuso dizer-escrever de novo, a palavra misteriosa do sofrimento.

do sofrimento sim. nunca amei sem sofrer.

não direi amo-te a mais ninguém. talvez no fim. na hora do último olhar antes do escuro, atire um inaudível grito - AMO-TE!

se te chegar. do longe. um arrepio, sem que haja frio ou brisa, era para ti o grito.

nem assim escutarás a palavra amo-te dita pelos meus lábios. tu ou quem quer que seja.

amo em silêncio. porque sei que o silêncio me ama.

talvez por isso só me atreva a amar-te no sonho. pela noite. com a noite.

mas o sonho é o sonho. e reservo-me o direito de sonhar. até ao fim.


foto de madalena pestana

11 comentários:

Mar Arável disse...

Pelo sonho é que vamos

Força

batista disse...

dorido e maravilhoso texto. a-d-o-r-e-i!!!

deixo um abraço fraterno

Paradoxos disse...

apaixonei-me por este lugar!!

:-)

a sério!!

mateo disse...

"Tonta a expressar sentimentos?"
Quem foi que mentiu?
Mesmo de olhar turvo...
Descobri há tempos que o amo-te não é repetição nem grito.
É eco!
Beijo.

Teresa Durães disse...

um texto de arrepiar. bj mana

Madalena disse...

Olá amigos.

Beijo-os a todos. Na face. Com carinho e ... um sorriso. Há que sorrir. Faz bem. :)

gabriela rocha martins disse...

acabas por deixar o TEU lastro

forte e único

[qual cometa]

incomparável

( talvez nos encontremos numa outra esquina )






.
um beijo ,quemadre

della-porther disse...

Exatamente, de arrepiar.

beijos

della-porther

Madalena disse...

O meu lastro é muito pesado, Gabriela. Se o deixasse aqui consegia voar. Obriga. Bjs Quemadre. :)

Com este calor, Dellinha, arrepias-te? ah, aí é inverno, é verdade. Esqueço que não vives aqui. :)

Obrigada. Bjs

Mateso disse...

"Amo em silêncio. porque sei que o silêncio me ama."
Não é no silêncio que a alma se expande, e a emoção transborda? Não é no silêncio ,que as palavras se tornam actos m,e os actos, gestos silenciosos de amor?
Pois, amar em silêncio é o mais belo adagio de sentires,a mais pura centelha de sons interiores.
Bj.

Denise disse...

Madalena olá!descobri seu blog atraves do meu amigo kilson.Deixo aqui,este comentário, só para a felicitar por apenas o seu blog ser como é.parabéns!gostei muito!voltarei certamente!um bjo!