12/10/2008

segue-me no outono

follow me through the autumn



piso outonos. sonoros. resmalhantes


todas as folhas de papel já escritas amarelaram. como a minha pele

enrugaram

ao sol de muitos verões quentes de vida alucinante. alucinada


alucino________ a verdade de sorver cada gota restante


vida________ a minha. única. irrepetível


gotas. as do suor de estar atento a cada som. a cada asa vibrante


do vento________ onde te encontro. te repetes


autumn over a trunk of a rubber tree



meu tronco. minha força. meu segredo


minha esperança maior que deus quando chegar o medo


"Pai. porque me abandonaste?" - disse um Homem a um deus morto


entendo. mas família só sei de chamar Mãe, à Terra


e do teu último-recente olhar. que vi. silencioso. absorto


fixo em mim. meu amor. outono da minha ressurreição

antes do pó.


fotos de Madalena Pestana

14 comentários:

della-porther disse...

Bravo!


beijos

Della-Porther

Teresa Durães disse...

a deusa mãe que nos preenche?

poetaeusou . . . disse...

*
amiga,
deixei de pensar, outono,
,
a pimavera é amanhã,
com ou sem cruz . . .
,
senti as tuas palavras,
,
marulhos, deixo-te
,
*

bruno mateo disse...

Apesar de "melancolia", há olhos de cores diferentes... Experimenta. Fecha o teu olho direito e verás tudo verde...
Beijo.

tulipa disse...

Apesar da melancolia o sol continua a brilhar...existe as cores os cheiros...e haverá sempre alguém ou algo que não será pó ou poeira..
um abraço
tulipa

FERNANDA & POEMAS disse...

Olá querida Madalena, grata pela tua visita ao meu espaço... Fiquei a conhecer o teu e adorei!
As fotos a poesia, todos os permonores... LINDO... Parabéns!
Beijinhos de carinho,
Fernandinha

Madalena disse...

Obrigada amigos. Ainda só prepassei por alguns blogs.

Um cigano rogou-me uma praga de morte mas, a menos que dispare, até aí não chegará. No entanto, 39 de febre a mim não me dão vontade de ler. Desculpem. Bjs. :)

gabriela rocha martins disse...

ABSOLUTA
mente

ÚNICA

( apesar da febre )




.
um beijo ,quemadre

Menina_marota disse...

A sensibilidade das tuas palavras, a doçura do Outono... a luz que se espraia no silêncio...

Gosto de te ler.

Bj ;)

O Profeta disse...

Este impaciente vento
Solta a espuma de um escuro mar
Mistura o pranto e o riso
Aprisionados em sal solto no ar

Indomável é a tua vontade
Alimentas o fogo da solidão
Percorres caminhos incertos
Dás inquietação a uma oração


Bom fim de semana



Mágico beijo

bettips disse...

Fotos vivas em cada luz-sombra.
Como te vivem harmoniosas - mesmo que terríveis - as recordações!
Beijinhos Madalena

Madalena disse...

Obrigada amigas/os. Vocês fazem parte das minhas alegrias ao pisar outonos.

Não se esqueçam nunca de sorrir. :)

BFS Bjs

maria josé quintela disse...

o outono é só uma estação...




.





um beijinho madalena.

Madalena disse...

Um estação da via-sacra da Vida, Maria José.

Obrigada. Beijinho. :)